RESÍDUOS SÓLIDOS HOSPITALARES - A DESTINAÇÃO CORRETA DEVE SER UMA PREOCUPAÇÃO DE TODOS.

Muito pouco se fala nesse assunto, mas todos os cidadãos deveriam saber do que ele se trata: Afinal para onde vai o lixo hospitalar?


O lixo hospitalar entra dentro da categoria de Biohazard, e por isso, é representado pelo símbolo de perigo biológico. Ele pode não só infectar outras pessoas com os resíduos, mas também áreas inteiras, espalhando-se pelo solo e até mesmo lençóis freáticos: um tipo de poluição silenciosa e que pode ser até mesmo mortal, e da qual nós nem ficamos sabendo.


Separação correta dos Resíduos Sólidos Hospitalares (Foto: Autor Desconhecido).

Destino do Lixo Hospitalar


O destino correto para toda e qualquer espécie de lixo hospitalar seria a incineração por empresas especializadas, em fornos feitos especificamente para isso. No entanto, nem todo o lixo hospitalar tem esse destino, e é aí que mora o perigo.

Pra ter o destino devido, o lixo hospitalar precisa ser cuidado por uma empresa terceirizada, ou então, o hospital tem de contar com um incinerador próprio – ambas as opções tem um valor elevado, e o retorno financeiro disto tudo é na verdade, nulo. Não existe reciclagem para o lixo hospitalar nem maneiras de reaproveitá-lo.




Lixo Tóxico


Este custo, em tese, estaria embutido já no custo do material usado nos hospitais, mas isso não é levado em conta. O que acontece muitas vezes, é que o lixo hospitalar é colocado junto com os demais resíduos, sem que ele seja acondicionado ou incinerado como deveria, e este lixo acaba indo parar em aterros, junto com os demais lixos.

Os malefícios que este descaso traz são inúmeros: primeiramente, para os catadores de lixo que muitas vezes ganham seu sustento destes aterros – eles entram em contato direto com materiais infectados – ataduras, seringas, agulhas, materiais de exames e curativos, sangue de pacientes, e outros produtos infestados de bactérias.

Além destas pessoas que têm contato direto, o lixo hospitalar infecta o próprio terreno onde está depositado enquanto compõe: a terra se torna não apenas improdutiva, como não habitável para qualquer espécie de ser vivo. Ainda mais com o tempo, estes matérias infectados penetram no solo, poluindo os lençóis freáticos a longo prazo, e outras fontes de água próximas a esses aterros quase que imediatamente.



Depósito intermediário de Resíduos Sólidos Hospitalares (Foto: Autor Desconhecido).

Depósito de Lixo Hospitalar


A fiscalização para este tipo de ocorrência é mínima, e se faz, na verdade, de maneira indireta: não se fiscalizam as empresas que cuidam do lixo – fiscalizam-se os hospitais, e estes separam seu lixo adequadamente. O problema não é interno ao hospital ou clínica, e do patrimônio público, que não cuida desse lixo que foi separado como deveria ser, e põe em risco toda a população com seu descaso.



O Grupo INER está engajado com à destinação correta dos Resíduos Hospitalares.

Grupo INER engajado na destinação correta dos Resíduos Sólidos Hospitalares


O Grupo INER está desenvolvendo ações para a correta destinação dos Resíduos Sólidos Hospitalares e está envolvendo toda sua estrutura no levantamento dos números que são processados, mensalmente, por: hospitais, clínicas e demais estabelecimentos, que geram este tipo de resíduos. O programa "LIXO ZERO SOCIAL 10" é abrangente e trará uma nova condição para os Catadores e suas Famílias, pois os resíduos hospitalares colocam em risco a vida de muitas pessoas.


AVANTE, ELO SOCIAL!!!




Matéria postada pela Federação do Elo Social Rio Grande do Sul

https://www.elosocialrs.org/noticias/res%C3%ADduos-s%C3%B3lidos-hospitalares-a-destina%C3%A7%C3%A3o-correta-deve-ser-uma-preocupa%C3%A7%C3%A3o-de-todos

20 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo